Stetic Cris

terça-feira, 20 de abril de 2010

O Óleo de Lorenzo.




sábado, 31 de maio de 2008

Morreu na sexta-feira Lorenzo Odone, que inspirou o filme "O óleo de Lorenzo"

Lorenzo Odone, cuja doença motivou um esforço sobre-humano por parte de seus pais para salvá-lo e inspirou o filme indicado ao Oscar "O óleo de Lorenzo", morreu aos 30 anos, informou a imprensa americana neste sábado. Seu pai, Augusto Odone, afirmou ao Washington Post que Lorenzo morreu na sexta-feira, em sua casa de Virgínia por causa de uma pneumonia. Odone padecia de adrenoleucodistrofia (ALD), uma doença que causa mutações genéticas que destroem o sistema neurológico. O garoto levava uma vida normal até que, aos seis anos, ele passa a ter diversos problemas de ordem mental, que são diagnosticados como ALD, uma doença extremamente rara e que provoca uma incurável degeneração no cérebro, levando o paciente à morte em no máximo dois anos. Augusto Odone explicou aos jornais que a morte de seu filho não foi conseqüência da doença e sim de uma pneumonia que pode ter resultado da inalação de um corpo estranho nos pulmões. Segundo o jornal, Augusto Odone atribuiu os anos de sobrevivência de seu filho a um tratamento a base de azeite de oliva e canola, que ele descobriu pouco depois que Lorenzo foi diagnosticado com a doença, no final dos anos 80. O filme "O óleo de Lorenzo" descreve essa descoberta e os esforços de Augusto e Michaela Odone - interpretados por Nick Nolte e Susan Sarandon, que ganhou um Oscar por esse trabalho - para prolongar a vida de seu filho. Apesar de leigo, Augusto estudou a fundo a doença do filho e chegou a uma resposta até então desconhecida pelos médicos.

Além de contar uma história de amor e superação, o filme retrata a vida de Lorenzo Michael Murphy Odone, acometido de uma doença genética raríssima chamada adrenoleucodistrofia ou ALD, que destrói progressivamente o sistema neurológico.
A doença ataca a bainha de mielina, a camada que envolve o axônio, um prolongamento dos neurônios, responsável pela condução dos impulsos elétricos. Entre os sintomas, estão a disfunção adrenal, perda da memória, visão, audição, fala e demência grave.

Contrariando todos os prognósticos de uma estimativa de vida curta, Lorenzo, graças ao óleo à base de oliva e canola, resultado de uma incansável pesquisa iniciada pelos próprios pais, teve uma sobrevida até completar 30 anos. Lorenzo morreu enquanto dormia no último dia 30 de maio, um dia após o seu aniversário. A causa morte não foi a ALD, mas uma broncopneumonia persistente devido ao acúmulo de alimentos aspirados pelo pulmão.

Lorenzo com seu amigo Oumouri Hassane (alto) em 1983, antes da doença se manifestar.

Lorenzo com Oumouri quase 20 anos depois em 2001



Segundo uma nota no G1, o pai de Lorenzo, Augusto Odone pretendia cremar o corpo do filho para juntar suas cinzas às da mãe, Michaela Odone, morta em 2000 vítima de câncer.